Segunda-feira, 14 de Janeiro de 2008
Autópsia ao rio Vouga

Várias entidades ambientalistas afirmam que estamos a destruir a terra. As mentes mais iluminadas do planeta confirmam que ao contaminar as águas dos rios, estamos a destruir um recurso fundamental.

A mandatária, para os recursos mais desfavorecidos, assegura que os nossos rios nem estão muito poluídos. Ali existem apenas alguns pneus encalhados nas margens, pequenos esgotos domésticos a serem desaguados, alguns plásticos que ninguém sabe de onde vieram e uma ligeira espuma branca, que fica sempre a condizer com as águas sombrias.

Neste mundo de faz de conta, vamos também imaginar …

Dizem que os rios estão a ser bastante ameaçados - em risco de morrer. E se o nosso rio Vouga e afluentes morressem mesmo, a quem iríamos pedir responsabilidades?! -Á câmara, á industria, á população? - Ninguém sabe! A fim de apurar alguns factos, alguém teve a infeliz ideia de autopsiar o rio... o resultado não podia ser mais incoerente.

Como estamos em Portugal, e o que o nosso povo gosta é de ver questões polémicas serem discutidas, (mas não resolvidas porque devem ser discutidas novamente) foram solicitados para desvendar este crime, os nossos comentadores habituais: o criminologista, Xico Mata Flores, e o médico legista Pintassilgo da Costa. Este, depois de muita filosofia sem nexo, não aponta uma causa para tal desfecho, enquanto que, o nosso comentador habitual, Xico Mata Flores, após várias críticas estúpidas, pede a intervenção de um ambientalista, que afirma ter dados suficientes para demonstrar que o rio não terá sido vítima de um homicídio, mas sim de uma negligência grosseira, contra a nossa própria espécie, e contra todo o ecossistema.

A conclusão apresentada não podia ser diferente. O ser humano é o presumível culpado pelo homicídio do rio Vouga. A pena imposta pela Mãe Terra não vai ser nada leve, antes pelo contrário, esta, irá ser bastante pesada, pelo facto deste recurso agora escasso, não mais poder ser livremente aproveitado.

A nossa única hipótese é pedir recurso, ou seja, tentar atenuar a pena. Para isso devemos exigir, a todos sem excepção, o respeito pela natureza e a manutenção de um rio limpo e saudável. Não tenhamos ilusões, já que os únicos responsáveis por tudo isto, e no futuro as próximas vítimas, iremos ser todos nós.

Esta ideia pode ser no mínimo irónica ou absurda, mas não tanto assim, já que alguém tem que ser responsabilizado pela destruição deste recurso natural, que é bastante importante na nossa região. Não apenas a nível de saúde pública, mas também a nível turístico e económico. Ainda estamos a tempo de fazer alguma coisa. 

No meio de tudo isto, é triste verificar que os pescadores que tanto apreciam a natureza, andem a dar banho á minhoca, uma vez que agora, existem tantos peixes no rio como banhistas no Inverno.

 

Imagem: fishing on Penobscot, Steven Mulak



publicado por H2O às 11:08
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
arquivos

Maio 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

posts recentes

Preservação dos lençóis f...

Algumas Fotos dos Recurso...

A Impermeabilidade dos So...

Dia mundial da água

Estação de recolha de Águ...

Visita à ETAR S. Pedro do...

A nossa rede hidrográfica

Campanha dos Nossos Coleg...

Saída de Campo

Autópsia ao rio Vouga

visitas
contadores de visitas
contadores de visitas
tags

todas as tags

links
Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


as minhas fotos
blogs SAPO
subscrever feeds