Quinta-feira, 15 de Novembro de 2007
Lavar louça à mão gasta 10 vezes mais água do que na máquina

Os portugueses gastam até dez vezes mais água na lavagem de louça à mão do que na máquina, sendo a Península Ibérica a região que mais água e energia consome nesta tarefa, revela um estudo alemão.

 

O estudo da Universidade de Bona foi realizado em sete países europeus - Portugal, Espanha, França, Alemanha, Inglaterra, Irlanda, Turquia, República Checa e Polónia - e concluiu que os habitantes da Península Ibérica são os que mais gastam água e energia a lavar louça.

Os investigadores sujaram 140 peças com vários tipos de comida (ovos, chá, leite, carne e margarina, entre outros) e lavaram depois a louça medindo o consumo de água, energia, tempo de duração, quantidade de detergente utilizado e grau de limpeza das peças.

Os testes revelaram que lavando as peças à mão, Portugal e Espanha consumiam 170 litros de água, contra uma média de 103 litros por lavagem nos sete países estudados, sendo a Dinamarca o país mais poupado (46 litros).

No caso da lavagem à máquina, o consumo baixava para 15 litros (programa normal) ou 22 litros (programa intensivo).

Comparando a lavagem à mão com a da máquina, o estudo demonstrou que em Portugal, o consumo de água era dez vezes superior no primeiro caso, bastante acima da média europeia.

No que respeita à média europeia, o consumo de água na lavagem à mão era quatro vezes superior ao da lavagem à máquina, sendo também esta forma de limpeza mais eficaz no que respeita ao consumo de energia (o gasto desceu para metade na lavagem à máquina com programa normal).

O consumo de energia também foi superior em Portugal e Espanha, atingindo 4,7 quilowatts/hora face a uma média europeia de 2,5 quilowatts/hora.

Quanto ao índice de limpeza de peças, todas as regiões apresentaram valores semelhantes, excepto na Grã-Bretanha e Inglaterra, os menos «limpos».

Os investigadores alemães concluíram ainda que a louça lavada na máquina fica mais limpa do que se for lavada à mão e que o electrodoméstico consome a mesma quantidade de água independentemente do número de peças que lava.

A Quercus confirma o estudo da Universidade de Bona e considera ambientalmente mais correcto usar a máquina de lavar.

Dados recolhidos pela associação ambientalista sugerem que lavar louça com a torneira meio aberta durante 15 minutos representa um consumo de, aproximadamente, cem litros de água, enquanto uma máquina de lavar com capacidade para 44 utensílios e 40 talheres gasta apenas 40 litros ou, nalguns casos, até menos.

Em Portugal, 30% dos lares têm máquinas de lavar louça.

 

Diário Digital / Lusa



publicado por H2O às 17:07
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
arquivos

Maio 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

posts recentes

Preservação dos lençóis f...

Algumas Fotos dos Recurso...

A Impermeabilidade dos So...

Dia mundial da água

Estação de recolha de Águ...

Visita à ETAR S. Pedro do...

A nossa rede hidrográfica

Campanha dos Nossos Coleg...

Saída de Campo

Autópsia ao rio Vouga

visitas
contadores de visitas
contadores de visitas
tags

todas as tags

links
Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


as minhas fotos
blogs SAPO
subscrever feeds