Segunda-feira, 7 de Janeiro de 2008
Negligência? Ou simples despudor…

No passado dia 6 de Novembro e no âmbito de um trabalho que pretendemos realizar, partimos à aventura por três dos rios que percorrem a nossa região – Vouga, Sul e Trouço. A ideia inicial era fazer uma recolha fotográfica, bem como inteirarmo-nos no local, das condições apresentadas por aqueles cursos de água.

 

Ao longo do percurso fomo-nos apercebendo, por um lado, do valioso património que possuímos a nível dos recursos hídricos, por outro vimos indícios suficientes para ficarmos com alguma preocupação relativa ao seu futuro, na eventualidade de nada ser feito para a sua preservação. Uma análise laboratorial poderia trazer muito mais dados objectivos sobre o verdadeiro estado dos rios; contudo e apenas na observação superficial é possível fazer-se um balanço do seu estado de degradação:

 

O Vouga apresenta já uma turvação considerável e em alguns pontos das suas margens apresenta resíduos, tais como plásticos, pneus de automóveis e outros detritos que foram ali abandonados ao longo do tempo. Havia também alguns tubos para sucção de água (pouco preocupante); já uns outros de maior calibre deixavam adivinhar descargas esporádicas…

O rio Trouço, é dos três o que aparenta melhor saúde, não apresentando grande turvação nem a mesma quantidade de resíduos provenientes da actividade humana.

O Sul apresenta uma pequena turvação, embora não sendo ainda demasiado pronunciada (menor que a do Vouga); esta situação pode agravar-se se não forem tomadas medidas para preservar e proteger as suas águas.

 

O ponto que nos permite uma percepção mais rigorosa da dimensão relativa do estado dos três rios foi a área onde eles se juntam, formando um só. Nesse ponto a água do Vouga, onde os outros desaguam, apresenta agora uma turvação muito mais visível, agravada em grande parte pelas descargas sanitárias de algumas habitações. Observámos também um pequeno ribeiro cujo cheiro nauseabundo impregnava o ar, mesmo a uma distância considerável. As suas águas apresentavam uma cor acinzentada, espuma e óleos lubrificantes provenientes das lavagens de automóveis e de resíduos de habitações. Estas águas vão desaguar directamente para o nosso rio, afectando não só as suas águas, mas também todos os seres vivos que delas dependem.

 

As fotografias efectuadas documentam uma realidade que não podemos nem devemos ignorar. Entristeceu-nos o facto de uma área ainda bonita poder vir a deixar de o ser e um agradável passeio a beira-rio, poder vir a transformar-se numa espécie de homenagem a negligência humana.

 

A água, o mais precioso dos líquidos e tema do nosso trabalho, vai ser a nossa preocupação e contamos usar as armas que conseguirmos reunir para lutar pela qualidade desta, porque sabemos que ao fazê-lo estamos a lutar por uma vida mais salutar. A ajuda de todos é imprescindível.

Vamos preservar a água!  

    

In jornal escolar “Pssst!!!”

 



publicado por H2O às 18:44
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
Horas
arquivos

Maio 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

posts recentes

Preservação dos lençóis f...

Algumas Fotos dos Recurso...

A Impermeabilidade dos So...

Dia mundial da água

Estação de recolha de Águ...

Visita à ETAR S. Pedro do...

A nossa rede hidrográfica

Campanha dos Nossos Coleg...

Saída de Campo

Autópsia ao rio Vouga

visitas
contadores de visitas
contadores de visitas
tags

todas as tags

links
Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


as minhas fotos
cbox

blogs SAPO
subscrever feeds